TRE decide por unanimidade cassar o registro de candidatura de Euvaldete Ferro

TRE decide por unanimidade cassar o registro de candidatura de Euvaldete Ferro

A candidatura à prefeitura de Camocim de Euvaldete Ferro (MDB) teve seu registro indeferido em decisão unânime pelo pleno do Tribunal Regional Eleitoral do Ceará (TRE-CE).

A decisão anulou os 18.067 votos recebidos por Euvaldete no domingo (15/11). Portanto, Betinha Magalhães foi eleita prefeita de Camocim com vantagem de 18.253 votos.

O julgamento do recurso aconteceu na tarde desta terça-feira (17/11) e foi transmitido ao vivo no canal do YouTube do TRE-CE. O relator do caso, juiz Francisco Eduardo Torquato Scorsafava decidiu pelo deferimento do pedido da coligação "Camocim do presente e futuro".

A candidatura de Euvaldete foi impugnada pela rejeição de contas públicas durante sua gestão do Fundo Municipal de Assistência Social de Camocim, em 2006. As contas foram julgadas irregulares pelo Tribunal de Contas dos Municípios (TCM) e Euvaldete foi condenada por improbidade administrativa.

No dia 7 de novembro a Procuradoria Regional Eleitoral, através da procuradora Lívia Maria de Sousa, pediu a impugnação da candidatura de Euvaldete pelo mesmo motivo.