Risco-país do Brasil atinge menor nível desde 2013

Risco-país do Brasil atinge menor nível desde 2013

CDS de 5 anos cai a 117 pontos Índice indica nível de confiança.

O CDS de 5 anos (custo do contrato de swap de default de crédito, na sigla em inglês) do Brasil caiu para 117 pontos nesta 3ª feira (29.out.2019). A medida é usada para calcular o risco-país. Quanto menor o índice, maior a confiança dos investidores internacionais no país. O patamar atual é o menor desde maio de 2013, quando o Brasil ainda tinha grau de investimento pelas agências de rating.

A pontuação era de 110,66 pontos em 10 de maio de 2013, período que antecedeu os protestos de rua que ficaram conhecidos como jornadas de junho e marcaram o início da instabilidade política e econômica no país, que contribuíram para a recessão.

A queda de juros, a aprovação da reforma da Previdência e a trégua na guerra comercial entre Estados Unidos e China foram alguns dos motivos que levaram o Brasil a voltar ao patamar pré-retração.

2346234723473248

O CDS é utilizado para medir a confiança de investidores em relação à economia dos países, sobretudo os emergentes.

Se a pontuação sobe, significa falta de confiança no futuro financeiro daquela nação. Já se o nível desce, é sinal de que há convicção na capacidade do país em liquidar suas dívidas, formando 1 ambiente seguro para investir.

O nível máximo do índice foi alcançado pelo Brasil em 2015, quando o risco-país atingiu 494 pontos, época em que a economia brasileira entrou em recessão técnica com a queda do PIB (Produto Interno Bruto).

Na semana passada, tão logo a tramitação da reforma da Previdência foi concluída no Congresso, o CDS de 5 anos do Brasil já havia caído a níveis próximos aos de 2013, chegando aos 127 pontos.