Participação de advogado gera reação de vereadores durante sessão na Câmara de Juazeiro do Norte

Advogado cobra que vereadores fiscalizem Poder Executivo de Juazeiro do Norte. O fato aconteceu nesta quinta-feira (12), durante sessão ordinária da Câmara Municipal. “Exerçam esse papel fiscalizador! Juazeiro do Norte tem uma gestão que está dentro de conflitos judiciais, conflitos de investigações criminais”, alertou o advogado Doriam Lucena Silva Matos.

“Nós estamos vindo aqui como cidadãos pedir aos senhores que exerçam esse papel (de fiscalização), que procurem fundamentar essa atividade, porque é essa atividade que vai resvalar na vida das pessoas [...], principalmente naquelas pessoas mais carentes, naquelas pessoas que precisam ser retribuídas com os serviços públicos. [...] Eu tenho certeza que os senhores sabem que a maioria dessas pessoas não recebe esse retorno do poder Estatal [...] e são os senhores os responsáveis de levar essas situações para o Poder Executivo”, explicou o advogado.

O Presidente da Câmara, Darlan Lobo, interrompeu o discurso e agiu em defesa dos vereadores. “O vereador foi eleito pelo povo e ele tem direito ao seu voto, ele vota da maneira que ele quer. [...] Julgar os vereadores, você não tem essa competência, não”, afirmou o parlamentar.

“Exerçam esse papel fiscalizador! Juazeiro do Norte tem uma gestão que está dentro de conflitos judiciais, conflitos de investigações criminais, que é preciso independente do que os senhores sejam, oposição ou base, agirem de maneira mais proativa".

Ao fim dos 15 minutos, alguns vereadores responderam às cobranças da tribuna. Demontier Agra (PPL) listou parte das fiscalizações que conduziu durante o seu mandato, Zé Barreto (PPS) declarou que nas próximas eleições o povo vai às urnas dizer quem ficou e quem não ficou ao seu lado e Márcio Joia (PDT) defendeu a forma de trabalhar dos vereadores da Câmara Municipal.

“A Câmara de Juazeiro tem muito poder, mas que realmente é um pouco engessada. Ela não sabe o poder que tem, o poder que exerce [...]. Essa Casa às vezes fica um pouco, digamos, que dominada pelo Executivo”, afirmou a vereadora Jacqueline Gouveia (PRB).

Image