Na rota do camburão, Coutinho se filia ao PT da Paraíba

Na rota do camburão, Coutinho se filia ao PT da Paraíba

Ex-governador, que já foi alvo da PF, recebe nesta quinta-feira Lula e Dilma em Jampa

O ex-governador da Paraíba Ricardo Coutinho, preso pela Polícia Federal em 2019 por desvios de R$ 134 milhões na saúde e educação no Estado, se filia ao PT nesta quinta-feira (30) em João Pessoa (Jampa), informa a Coluna do Mazzini.

Ele ficou 18 anos no PSB, e agora volta ao PT, que ajudou a fundar na década de 80 no Estado.

Mesmo com um irmão (Coriolano) ainda preso, e com o camburão o cercando, Coutinho faz festa. Ele espera a presença dos ex-presidentes Lula da Silva e Dilma Rousseff, além do presidenciável de 2018 Fernando Haddad.

Coutinho tentou tirar da cadeia o irmão para a festa. Mas a ministra Laurita Vaz, do Superior Tribunal de Justiça, negou na sexta-feira passada um recurso em habeas corpus.

Coriolano está preso preventivamente no âmbito de um inquérito desmembrado da Operação Calvário, do Ministério Público estadual, que o investiga por dispensa ilegal de licitação, corrupção passiva e peculato-desvio.

Image