Melhor PIB dos últimos 10 anos e Lula em queda criam cenário perfeito para Bolsonaro

Melhor PIB dos últimos 10 anos e Lula em queda criam cenário perfeito para Bolsonaro

Mesmo com a pandemia Bolsonaro fez o Brasil crescer e em três meses tirou 18 pontos de diferença para o ex-presidente Lula nas pesquisas eleitorias

No governo Bolsonaro o Produto Interno Bruto (PIB) do Brasil registrou alta de 0,5% no quarto trimestre de 2021 na comparação com o terceiro trimestre. Assim, a atividade econômica nacional fechou o ano passado com alta de 4,6%, totalizando R$ 8,7 trilhões. Esse avanço recuperou as perdas de 2020, quando a economia brasileira encolheu 3,9% devido à pandemia.

Durante o período entre 2015 e 2016, os últimos anos do governo de Dilma Rousseff (PT), foi pior para a economia do país do que a pandemia. Em 2015, o Produto Interno Bruto (PIB) brasileiro caiu 3,55% — o terceiro pior indicador das últimas décadas, depois dos 4,25% de queda de 1981 e os 4,35% de 1990.

De forma simples o brasileiro tem percebido que, mesmo com toda perseguição política, midiática e a pandemia, Bolsonaro tem conseguido fazer um governo razoável. Este esclarecimento tem sido percebido nas pesquisas eleitorais.

Em pesquisa DataFolha, divulgada em 16 de dezembro de 2021, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva apresentava 48% das intenções de voto contra Bolsonaro com 22%, cenário este que elegeria Lula já no primeiro turno. 

Na pesquisa PoderData, divulgada em 2 de março, o ex-presidente Lula aparece com 40% das intenções de voto, 8 pontos percentuais a menos que a pesquisa DataFolha, e Bolsonaro com 32% das intenções de voto, 10 pontos percentuais a mais.

A diferença que em dezembro estava em 26%, Lula 48% X 22% Bolsonaro, caiu para 8 pontos percentuais em março com Lula 40% X 32% Bolsonaro. Cenário catastrófico para o PT.

Image