Justiça ordena suspensão da propaganda de Euvaldete Ferro em rádio por irregularidades encontradas

Justiça ordena suspensão da propaganda de Euvaldete Ferro em rádio por irregularidades encontradas

A decisão da Justiça Eleitoral foi publicada nesta sexta-feira, 16 de outubro

Através da 32ª Zona Eleitoral de Camocim, a Justiça Eleitoral decidiu por suspender a propaganda eleitoral da candidata à prefeitura Euvaldete Ferro após apurar denúncia de irregularidade.

Segundo a decisão, a veiculação da campanha de Euvaldete nas rádios não continha informações que pudessem identificar os participantes da coligação, formada pelos partidos MDB, PSDB, PT, DEM, PCdoB e PMN.

Ao perceber a irregularidade, que fere o Código Eleitoral, a propaganda foi denunciada e o próprio Ministério Público Eleitoral se manifestou pela concessão da liminar que suspendia a veiculação do conteúdo.

Observando o artigo 242 do Código Eleitoral, a Justiça analisou os arquivos com a gravação das propagandas veiculadas e pediu pela suspensão imediata da veiculação da campanha. À decisão, cabe recurso de defesa e até dois dias.

Caso a decisão não seja respeitada, a candidatura de Euvaldete pode ser enquadrada no crime desobediência eleitoral.