Justiça determina penhora de imóvel de Ciro para pagar processo de Collor

Justiça determina penhora de imóvel de Ciro para pagar processo de Collor

Pedetista se referiu ao atual senador como 'playboy safado' e 'cheirador de cocaína'

O Tribunal de Justiça de São Paulo acatou o pedido dos advogados Regina Manssur e Antonio Manssur Neto para que seja penhorado um imóvel do ex-governador Ciro Gomes (PDT-CE) como forma de indenização por danos morais ao senador Fernando Collor de Mello (PROS-AL).

BAIXO CALÃO
O ex-presidente abriu um processo contra Ciro após o pedetista afirmar, em entrevista publicada em 1999, que o ex-presidente Lula deveria ter chamado Collor de “playboy safado” e “cheirador de cocaína” em debate nas eleições de 1989.

PALANQUE
A indenização foi fixada em cerca de R$ 400 mil —os quais não foram pagos por Ciro, daí o pedido de penhora. “Com o início das eleições, essa condenação vem em boa hora para demonstrar que devem ser mantidos o respeito e a lisura nos debates”, afirma Regina Manssur.

LINHA
Questionada, a assessoria do ex-governador não respondeu.