Com passado desonesto família Vaulino lança Euvaldete para tenta retomar Camocim

Com passado desonesto família Vaulino lança Euvaldete para tenta retomar Camocim

Impossibilitado de concorrer nas eleições deste ano, Chico Vaulino, condenado pelo uso indevido de 94,51% dos recursos da FUNASA, emplaca Euvaldete, sua esposa, candidata ao cargo majoritário no município.

Em tempos de redes sociais, fica cada vez mais difícil apagar o passado, e isso tem sido uma das pedras no sapato da ex-prefeita Euvaldete Vaulino, que tenta viabilizar seu nome para a disputa pela Prefeitura de Camocim nas eleições de 2020. O motivo é o terrível passado recente de condenações de seu esposo Chico Vaulino. Por mais que tente levantar a bandeira da honestidade, internautas sempre fazem questão de revisitar o passado recheado de condenações da gestão de seu companheiro.

Segundo informações de bastidores, esse histórico tem preocupado Euvaldete no sentido de que é preciso se preparar para lidar com essas críticas envolvendo o nome de sua família. No entanto, há uma avaliação de que ela não pode negar o passado, mas precisa apresentar sua imagem como imaculada, mesmo dividindo a cama com um condenado de omissão que viola os deveres da honestidade, imparcialidade, legalidade, e lealdade às instituições.

Chico Vaulino

Conforme o processo Nº: 0000753-91.2015.4.05.8103, Chico Vaulino foi condenado pelo uso indevido de 94,51% dos recursos repassados ao município pela Fundação Nacional de Saúde – FUNASA no ano de 2007 - que seriam aplicados na construção de um sistema de abastecimento de água na localidade de Córrego do Braço - Camocim.