Camilo copia Bolsonaro e anuncia cortes de R$ 390 milhões, incluindo Educação

Camilo copia Bolsonaro e anuncia cortes de R$ 390 milhões, incluindo Educação

Camilo Santana (PT), diz que o Estado apertará as contas e cortará R$ 400 milhões das despesas de custeio — estimadas em R$ 3,9 bilhões. Universidades como (UECE), (URCA) e (UVA), deverão ser atingidas pelo pacote de cortes.

Os cortes anunciados recentemente pelo governador do Ceará, Camilo Santana (PT), preocupam o Ensino Superior Estadual, é o que afirmam os professores e reitores das universidades cearenses. O governador do PT copiou a ideia do governo do presidente Jair Bolsonaro do PSL, sendo que ao invés de bloquear, optou logo estrategicamente por cortar R$ 390 milhões das despesas de custeio, incluindo a área da Educação — estimadas em R$ 3,9 bilhões.

Universidades como (UECE), Universidade Regional do Cariri (URCA) e Universidade Estadual do Vale do Acaraú (UVA), deverão ser atingidas pelo pacote de cortes anunciados pelo Governo do Ceará. Segundo o secretário Inácio Arruda do (PCdoB), intuito, é repassar a “situação de crise, de aperto”. Arruda também diz que “precisamos ouvi-los e conversar”. Após este momento, o secretário adianta que conversará com o Secretário de Planejamento Mauro Filho para repassar as sugestões recebidas dos professores e reitores.

Já a União dos Estudantes do Ceará, afirmou que é cedo para criticar a medida do governador Camilo do PT e não mencionou ou cogitou futuras manifestações contra o governo de Camilo Santana.

Vice-presidente do Sindicato dos Docentes da Universidade Estadual do Ceará (Sinduece), o professor de Física Alexandre Araújo avalia que o problema orçamentário da instituição é histórico. A limitação do custeio, lamenta Araújo, “leva a coisas absurdas”, a exemplo de um docente ter de comprar pincel de quadro branco para realizar uma aula.