Saldo de empregos no Cariri é negativo no 1º semestre de 2020

Saldo de empregos no Cariri é negativo no 1º semestre de 2020

O saldo de empregos no Cariri ficou negativo no primeiro semestre de 2020, com menos 2.353 postos de trabalho, resultado de 10.416 contratações e 12.772 demissões.

Ao analisar somente o período da pandemia, compreendido entre março e junho (os dados de julho ainda não foram finalizados), o saldo fica ainda mais negativo, com 3.254 vagas de trabalho, produto de 5.220 admissões e 8.474 desligamentos. Por outro lado, junho foi o mês com menor saldo negativo em comparação aos outros meses da pandemia até então, refletindo a possibilidade de reabertura da economia no segundo semestre.

Secretária de Desenvolvimento e Inovação de Juazeiro do Norte, Tatiane Kohlrausch, argumenta que a queda de empregos é reflexo de um momento muito desafiador e crítico, provocado pelo novo coronavírus. Segundo ela, o período “traz um impacto direto na economia e negócios, afetando as empresas. Sabemos que afeta diretamente o emprego e a renda”, ressalta. A gestora acrescenta que Juazeiro terminou 2019 com acréscimo de 155% em postos de trabalho, na comparação com o ano anterior. “Com a pandemia, infelizmente, muitos negócios não resistem, apesar dos esforços do Governo Federal em relação ao apoio às empresas, no sentido de suspensão de contrato de trabalho, de suporte à folha de pagamento e a liberação de crédito”, complementa.

Presidente da Câmara de Dirigentes Lojistas de Juazeiro, Zenilda de Sena, pondera que o saldo negativo de empregos é natural, “devido às empresas estarem fechadas e ao socorro financeiro do Governo Federal ter demorado um pouco”. Os setores de comércio e serviços foram os mais afetados. Contudo, há expectativa de retomada das atividades em agosto no Cariri. “Sabemos que a reabertura do comércio está diretamente ligada aos casos de covid-19 em nossa cidade. Temos um canal aberto e constante com a gestão municipal. Estamos bem otimistas para avançar de fase agora em agosto”, conclui a presidente da CDL.

Serviços e comércio

O setor de serviços foi, ao mesmo tempo, o que mais contratou e o que mais demitiu na região do Cariri no primeiro semestre de 2020. Foram 4.901 contratações e 5.0147 demissões. Na sequência está o comércio, com 2.617 admissões e 3.501 desligamentos. Um total de 1477 pessoas foram contratadas para trabalhar em indústria, enquanto outras 3.009 foram demitidas. O setor agropecuário registrou queda de 26 postos de trabalho, ante 106 contratações e 132 demissões. A construção foi o único segmento com saldo positivo: 1.313 contratações e 1.116 demissões (saldo de 197 admissões).