Professor de Fortaleza insinua que Bolsonaro mandou matar Marielle e o chama de "Cão"

Professor de Fortaleza insinua que Bolsonaro mandou matar Marielle e o chama de "Cão"

O fato ocorreu, susportamente, na E.M.E.I.F. Waldemar Barroso pertencente a rede municipal de Fortaleza.

O deputado estadual  publicou vídeo no Instagram de um professor de uma escola da Prefeitura de Fortaleza insinuando que o presidente Jair Bolsonaro mandou matar a vereadora do Rio de Janeiro Marielle Franco.

Relatos como este comprovam que a polarização ideológica no Brasil foi parar na educação. Pressionados por movimentos conservadores, é cada vez mais comum o debate sobre o que professor pode ou não pode falar em sala de aula. O conteúdo escolar também é tema de novas leis que tramitam no Congresso.

O projeto de lei (PL) 7.180/14, também conhecido como Escola Sem Partido, tramita na Comissão Especial na Câmara dos Deputados e está previsto para ser votado em breve. Em princípio, o PL do deputado Erivelton Santana (Patri) propõe incluir na Lei de Diretrizes e Bases da Educação Brasileira (LDB), um novo item que estabelece a prioridade dos valores de ordem familiar sobre a Educação escolar em temas relacionados à Educação moral, sexual e religiosa.

Confira o vídeo