Prefeitura de Sobral pagou mais de R$ 1,3 milhão para alugar radares de trânsito

Prefeitura de Sobral pagou mais de R$ 1,3 milhão para alugar radares de trânsito

Os equipamentos tem por objetivo registrar infrações de trânsito para que sejam cobradas as multas

A Prefeitura de Sobral, através da Secretaria da Segurança e Cidadania, já pagou mais de R$ 1,3 milhão pela locação de equipamentos registradores de infração de trânsito com contrato vigente por dois anos.

O valor faz parte do contrato de nº 003/2019 - SESEC e em nome de Mobit Mobilidade, Iluminação e Tecnologia LTDA. A mesma empresa presta serviço semelhante à Autarquia Municipal de Trânsito (AMC) em Fortaleza. Inicialmente, o contrato tinha valor de pouco mais de R$ 1,2 milhão.

Conforme o contrato, o serviço prestado pela Mobit é de "locação de equipamento de registrador eletrônico de velocidade (radar fixo) e locação de equipamento registrador de avanço semafórico e outras infrações de trânsito".

O alto valor do contrato fez ressugir a discussão sobre a "indústria da multa", prática conhecida pelo alto valor das cobranças relacionadas às multas de trânsito e ao posicionamento dos radares utilizados para identificar as infrações.