Prefeitura de Fortaleza vai adiar pagamento da primeira parcela do 13º dos servidores

Prefeitura de Fortaleza vai adiar pagamento da primeira parcela do 13º dos servidores

O prefeito Roberto Cláudio afirmou, em sessão virtual com vereadores, que os recursos estão garantidos, mas contingenciados por conta da pandemia

O prefeito de Fortaleza, Roberto Cláudio, anunciou em videoconferência com os vereadores de Fortaleza, nesta terça-feira (2), que a Prefeitura não vai fazer, neste mês de junho, o pagamento da 1ª parcela do 13º salário dos servidores municipais, como de costume. A gestão municipal vai avaliar a situação das finanças públicas mês a mês, mas assegura que o pagamento 13º está garantido ainda neste ano.

Segundo o prefeito, a decisão foi tomada em razão do cenário econômico e dos gastos com a pandemia do novo coronavírus, assim como a queda das receitas no setor público. No entanto, o chefe do Executivo afirmou que o recurso está "garantidíssimo".

"Nós estamos com o dinheiro contingenciado do 13º salário. Não achamos prudente (fazer o pagamento agora). A gente vivendo uma pandemia e há um cenário de incertezas econômicas, cenário de gastos em saúde que a gente não tem noção de limites deles. A gente vai analisar isso mês a mês, mas obviamente fica garantidíssimo (o recurso)", reforçou.

Valores

A primeira parcela do 13º corresponde a um valor aproximado de R$ 98 milhões, somando os pagamentos dos servidores ativos e também aposentados e pensionistas.