Parambu é beneficiado pelo programa de peixamento do governo do estado

Parambu é beneficiado pelo programa de peixamento do governo do estado

A prefeitura de Parambu solicitou a Secretaria de Desenvolvimento Agrário e foi contemplada com o peixamento dos açudes públicos

Lançado em outubro, o projeto peixamento 2019, da Secretaria do Desenvolvimento Agrário (SDA), já ultrapassou a marca de 1.072.950 de alevinos dentre as espécies, tilápia, tambaqui, carpa e curimatã, em 24 municípios cearenses, distribuídos em áreas represadas nos açudes públicos.

Até o primeiro trimestre de 2020, a expectativa é que sejam distribuídos 5,5 milhões de alevinos e beneficiados 60 mil pescadores que vivem em torno dos mil maiores açudes e barragens do estado. O investimento do Governo do Ceará é de R$ 800 mil e a estimativa de produção é de 1.200 toneladas de peixes.

De acordo com balanço da Coordenadoria de Desenvolvimento da Pesca e Aquicultura Familiar (Copea), os alevinos já chegaram a Lavras da Mangabeira, Viçosa do Ceará, Irauçuba, Itapajé, Jaguaretama, Limoeiro do Norte, Morada Nova, Quixeré, Russas, Deputado Irapuan Pinheiro, Quixadá, Solonópole, Cariús, Catarina, Iguatu, Ipaumirim, Jucás, Quixelô, Aiuaba, Arneiroz, Parambu, Poranga, Cariré e Reriutaba

A intenção do projeto é produzir alimento barato e de alto valor nutritivo para as comunidades rurais do estado, gerando mais renda e oportunidades de trabalho para o homem do campo e pescadores artesanais.

“Somado a esses números nossa equipe técnica durante esta última semana de novembro está fazendo a distribuição em Caridade, Paramoti, Santa Quitéria, Canindé, Itatira, Boa viagem e Madalena. São 800 mil alevinos somando-se a esta meta”, explicou a coordenadora da Copea, Julianna Albuquerque.

Prefeituras, associações, sindicatos e colônias de pescadores podem fazer o pedido do Programa de Peixamento através de solicitação junto a SDA. Para acessar o repovoamento de um ou mais reservatórios, o solicitante deve informar seus dados, como nome e capacidade de armazenamento. O pedido deve ser feito na sede da SDA, através de ofício, ou pelo email Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

Com informações do Governo do Estado.