Municípios cancelam festa de Carnaval por impossibilidade de garantir segurança do evento

Municípios cancelam festa de Carnaval por impossibilidade de garantir segurança do evento

As cidades de Paracuru, Milagres, Canindé, Paraipaba e Forquilha foram as primeiros a confirmar o cancelamento do evento.

Pelo menos cinco municípios cancelaram as comemorações de Carnaval deste ano alegando impossibilidade de garantir a segurança do evento. As cidades de Paracuru, Milagres, Canindé, Paraipaba e Forquilha, que haviam anunciado programação de Carnaval, informaram, por meio de notas divulgadas na manhã desta sexta-feira (21), que não realizarão a festa por conta das paralisações, atos e motins de policiais militares no Estado.

Outros municípios do interior, como Aracati, São Benedito e Ipu, contrataram seguranças particulares para garantir o bem-estar dos foliões durante a programação do evento. Neste último, segundo Silvio Andrade, representante da Controladoria da Prefeitura, a contratação não tem relação direta com o ocorrido no Estado, sendo uma prática comum nos eventos organizados pelo Município. 

Milagres

"Em virtude dos últimos acontecimentos envolvendo a Segurança Pública, onde foi deflagrado movimento grevista por parte da Polícia Militar, ainda, diversas ações criminosas contra o patrimônio público e privado, o Governo Municipal de Milagres, primando pelo bem estar e segurança da população, resolve cancelar o evento carnavalesco", informou a prefeitura.

O evento seria realizado nas dependências do Parque de Eventos Manoel Galego. Ainda segundo a nota, "a medida é tomada com base nas informações que chegam a todos os municípios, orientando pela abstenção da realização de eventos em que ocorram grandes aglomerações de foliões, diante o total clima de insegurança vivenciado pela população cearense".

Paracuru

Também por nota, a Prefeitura de Paracuru, no litoral cearense, comunicou o cancelamento da festividade. O prefeito da cidade, Eliabe Albuquerque, informou que a decisão "foi difícil" de ser tomada, mas necessária. "Avaliei o momento com toda a cautela e, em nome da segurança, não só dos nossos cidadãos como dos visitantes, cheguei à conclusão de que devíamos cancelar as festividades previstas", ressaltou o representante. 

Segundo o gestor, mesmo com o cancelamento, será mantida a estrutura necessária na saúde, infraestrutura e blitz educativa na entrada da cidade. As ações devem se estender nas manhãs do sábado (22) e deste domingo (23). O valor da verba que seria destinado ao carnaval em Paracuru será doado para a Secretaria da Saúde do Estado.

“Informamos que o Carnaval 2020 de Paracuru foi cancelado, devido a impossibilidade de garantir a segurança adequada aos foliões, tendo em vista a paralisação da PMCE (Polícia Militar do Ceará). Contamos com a compreensão de todos”, diz a nota.  

Paraipaba

Em nota oficial, a gestão de Paraipaba alegou a busca para "garantir tranquilidade, o bem-estar e a segurança de todos os foliões". Segundo a nota, "todos os recursos financeiros, que seriam investidos no evento, serão destinados para a saúde". 

Cancelamento

Ainda na quarta-feira (19), a Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS) negou uma suposta determinação do Governador do Ceará, Camilo Santana (PT), cancelando as festividades de Carnaval em Fortaleza e no interior do Estado. A falsa nota atribuia o cancelamento das festividades às manifestações de militares.

Nesta quinta-feira, houve a autorização para a GLO (Garantia da Lei e da Ordem), pelo presidente Jair Bolsonaro, atendendo a um pedido do governador Camilo Santana. Com isso, militares do Exército já começaram a atuar nas ruas do Ceará.