Justiça manda suspender contrato milionário do Hospital de Campanha no PV

Justiça manda suspender contrato milionário do Hospital de Campanha no PV

A juíza do TJ-CE, Cleiriane Lima Frota, se baseia na denúncia movida por ação popular, na qual justifica que “é fato público e notório que a Associação Paulista – SPDM, contratada pelo prefeito Roberto Cláudio (PDT), é envolvida em vários escândalos de má gestão e de corrupção em contratos públicos”.

Justiça do Ceará manda suspender contrato do hospital provisório de campanha da Prefeitura de Fortaleza com associação que administraria os leitos e demais custeios. A juíza do Tribunal de Justiça do Ceará, Cleiriane Lima Frota, se baseia na denúncia movida por ação popular, na qual justifica que “é fato público e notório que a Associação Paulista – SPDM, contratada sem licitação pelo prefeito Roberto Cláudio (PDT), é envolvida em vários escândalos de má gestão e de corrupção em contratos públicos”.

A suspensão das obras e custeio total, cujo valor global seria de R$ 95.948.156,80 milhões de reais, são fonte de recursos do Governo Federal por meio do Ministério da Saúde. “Destarte, demonstrados os requisitos autorizadores da concessão estampados no Art. 300, defiro a tutela pleiteada, determinando a suspensão do contrato, devendo o Município de Fortaleza adotar as providências necessárias decorrentes, primordialmente de abster-se de repasses de valores em pagamentos, até ulterior deliberação”, afirma a juíza.

Com informações da Revista Ceará