Mais de 15 mil micro e pequenas empresas fecharam por conta da pandemia, diz diretor do Sebrae

Mais de 15 mil micro e pequenas empresas fecharam por conta da pandemia, diz diretor do Sebrae

Dado faz parte de um levantamento do Sebrae-CE apresentado durante o Seminário de Gestores Públicos: Prefeitos do Ceará 2020

Pelo menos 15 mil micro e pequenas empresas no Ceará fecharam as portas por conta da pandemia do novo coronavírus e não irão reabrir. O dado faz parte de um levantamento realizado pelo Sebrae-CE e foi apresentado pelo diretor técnico da instituição, Alci Porto, durante o Seminário de Gestores Públicos: Prefeitos do Ceará 2020.

Porto afirmou que o Sebrae-CE realizou uma pesquisa com cerca de 560 mil negócios no Estado. O levantamento indicou que cerca de cerca de 3% das empresas tiveram de encerrar as atividades e não têm mais perspectiva de retorno.

Outros 49% afirmaram que tiveram de fechar temporariamente, mas que poderão reabrir caso a situação melhore quando a pandemia acabar. O dado representa mais de 200 mil empresas.

A pesquisa ainda indicou 44% dos negócios questionados estão buscando adequações para poder acessar as linhas de crédito ou outros tipos de benefícios de suporte durante a crise.

Para o diretor técnico do Sebrae, será preciso rediscutir o modelo de concessão de crédito às empresas para evitar que os bancos concentrem os recursos, reduzindo o alcance das medidas de suporte. Porto defendeu que é importante que o crédito chegue “na ponta”.

"O Sebrae já atendeu mais 68 mil empresas para se adequar a alguma coisa, como acessar o crédito ou o relacionamento com o serviço de entrega de produtos e com relação com o consumidor. Mas precisamos rever a política de crédito", disse Porto.

"Precisamos discutir a quantidade de recursos que os bancos estão acumulando sem dar acesso às empresas", completou o diretor.