Scott Pilgrim contra o Mundo: 10 Anos de amor, pancadarias e moedas

Scott Pilgrim contra o Mundo: 10 Anos de amor, pancadarias e moedas

A adaptação dos quadrinhos que surpreendeu muita gente com seu jeito leve e estapafúrdio chega a seu décimo aniversário

A série de quadrinhos criada por Bryan Lee O'Malley, foi lançada entre 2004 e 2010 no cenário indi em seis volumes em preto e branco fazendo um considerável sucesso. Se encontra disponível em lojas como a Amazon em um box de três volumes.

capas.jpg1003120725.jpg

O quadrinho conta a história de Scott, um jovem canadense, preguiçoso de 23 anos. Uma das grandes diferenças entre a obra original e o filme é o quanto conhecemos deste personagem. Pelo pouco tempo disponível para um filme em comparação com a quantidade de coisas a serem apresentadas é normal que algo se perca. O que o filme perde é o quanto Scott é um sacana com as mulheres. Não que ele seja do tipo que usa e sai contando. Não esse tipo de babaca. Ele é um covarde. A maior parte esmagadora dos problemas que ele tem com as mulheres que aparecem é culpa integralmente dele. Os próprios casos da Kim, baterista da banda a qual faz parte, os Sex Bob'Omb, e até a própria Envy Adams (interpretada pela Brie Larson, a Capitã Marvel) foi mais sacaneada por ele que o contrário.

64.jpg

E por falar em Sex Bob'Omb, o quadrinho e por consequência o filme, são decorados com cultura pop para todos os lados. "Bob'Omb" é um inimigo do jogo Super Mario Bros, uma bombinha com olhos e pernas que se acende quando se chega perto. E quando digo "decorado" é porque a série não se escora em referências, apenas as usa para ambientar em pôsteres, camisetas, inspiração para nomes.

bc7d6663721b8596fadf3746ab43c6c1.jpg

O filme foi lançado em 2010, dirigido por Edgar Wright, grande idealizador do projeto, com roteiro de Michael Bacall e Edgar Wright, estrelado por Michael Cera como Scott, Mary Elizabeth Winstead como Ramona Flowers, o casal principal da trama. A fácil cara de bobo já conhecida de Cera, deu a este Scott o jeito mais "bocó" que o filme se propôs a apresentar (pouco tempo, lembram?) enquanto Mary Elizabeth deu a doçura e aparente segurança de Ramona.

Outras figurinhas conhecidas passaram pelo longa como a já citada Capitão Marvel, Chris Evans (o Capitão América) como Lucas Lee e Brandon Routh (o Superman de Superman Returns e o Átomo de Legends of Tomorrow) como Todd Ingram. Destaque para o excelente Kieran Culkin, irmão de Macaulay Culkin como Wallace Wells, o ácido colega que divide a casa com o protagonista.

Recentemente, na onda das lives de reunion foi feita a de comemoração pelos 10 anos do filme com a presença de quase todos, inclusive do criador Bryan O'Malley. Até mesmo o badalado Chris Evans apareceu. Brie Larson e Kieran Culkin foram os que fizeram falta. Neste reuinion de pouco mais de uma hora e meia eles leem e encenam praticamente o filme inteiro, trazendo muitos momentos divertidíssimos como a mudança enorme de Chris Evans apenas levantando uma sobrancelha, as reações empolgadas de Ellen Wong, Knives Chau (que está igualzinha mesmo dez anos depois) e Anna Kendrick e Aubrey Plaza respectivamente como Stacey Pilgrim e Julie Powers e suas atuações e comentários para lá de brutos e ácidos.

Scott Pilgrim contra o Mundo, tanto o filme quanto o quadrinho são obras subestimadas, tratadas como besteirol, mas que escondem uma dedicação e um carinho que não é vista com tanta frequência quanto gostaríamos. Vide as cenas de luta e as músicas que grudam nas nossas cabeças. E que trilha! Até uma simples batalha de baixos empolga.

Um game de beat em up ou "briga de rua" foi lançado para Xbox 360 e PS3 apenas em versão digital. Hoje em dia os sortudos que compraram que guardem com carinho, pois não está mais disponível para a compra.

Scott Pilgrim Multiplayer Online.jpg

Screenshot_2020-08-09 scott pilgrim game – Pesquisa Google.jpg

Se você já viu e leu, sabe do que estou falando e se não, estas obras merecem uma chance de lhe ganhar.