A Mentira: é exatamente o que o filme é

A Mentira: é exatamente o que o filme é

Com uma boa premissa, o longa acaba se perdendo em obviedades e não surpreendendo.

Se você não é um consumidor assíduo de obras de terror e suspense, há realmente uma grande chance deste filme lhe ser uma tremenda experiência. Imagino que quem acompanha minhas resenhas destes gêneros sejam pessoas que, como eu, acompanham sempre obras deste tipo, e por tanto, sendo pessoas acostumadas com certas receitas, que sempre que veem um espelho de banheiro já esperam ele ser aberto e o monstro aparecer quando o armário é fechado.

Há certos clichês e até mesmo vícios impregnados nas fórmulas utilizadas para se produzir e várias delas se tornam batidas quando se consome em quantidade. Este é o problema de A Mentira, ele é um ótimo filme para quem ainda não conhece "os sinais".

Não me entenda mal, a intenção é muito boa, a base da trama é bem interessante, há méritos verdadeiros aqui, mas a execução carrega inconsistências e prepara todos os ganchos para as conclusões, permitindo ao fã antecipar todos os movimentos.

Todo mundo conhece um "tio do pavê", que conta as mesmas piadas toda reunião da família. A maioria de nós conhece aquele primo bicho grilo, que parece que viveu numa caverna e não conhece nenhuma piada. Quando você menos espera, o primo grilo está morrendo de rir das piadas do tio do pavê. Isso é A Mentira. Tem algo lá bem interessante, mas a maioria de nós já viu fragmentado nas obras que vieram antes, tornando o filme "mó mentira" para nós (desculpe, foi mais forte que eu).

Entretanto se você é novo entre as obras de susto e está gostando da estadia, grandes chances de gostar deste filme da Amazon Prime. Recomendo com ressalvas.