Política

Desaprovação em Alta: Governo Lula Enfrenta Desafios em Nova Pesquisa de Popularidade

Desaprovação em Alta: Governo Lula Enfrenta Desafios em Nova Pesquisa de Popularidade

A administração petista é aprovada por 48% dos brasileiros, enquanto 45% a reprovam, configurando um empate técnico. Outros 7% não têm uma opinião definida sobre o governo.

Após nove meses de governo, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva, do Partido dos Trabalhadores (PT), enfrenta um aumento na desaprovação e uma queda na taxa de aprovação, segundo uma pesquisa do PoderData realizada de 24 a 26 de setembro de 2023. 

O diferencial entre as taxas de aprovação e desaprovação atingiu seu nível mais baixo desde o início do mandato de Lula, com apenas 3 pontos percentuais de diferença. Em janeiro, essa diferença era de 13 pontos percentuais. Embora as taxas de aprovação tenham oscilado dentro da margem de erro desde o início do governo, a tendência crescente de desaprovação está aproximando esses percentuais.

Esse cenário é comum para presidentes, que geralmente desfrutam de um período inicial de apoio da população, que dura cerca de um ano. No entanto, os dados do estudo do PoderData indicam que essa fase está se aproximando de seu fim. Além disso, a economia apresenta sinais de desafios, como o aumento da inflação, o que pode impactar ainda mais a popularidade do governo.

A pesquisa também revelou que a aprovação de Lula é maior entre os jovens, idosos, pessoas com ensino fundamental e católicos, enquanto a desaprovação é mais alta entre adultos de 25 a 44 anos e evangélicos. A aprovação entre as mulheres, que foi um foco da campanha de Lula em 2022, também perdeu força desde o início de seu governo.

Embora o governo federal busque impulsionar a popularidade de Lula com melhorias na economia, os desafios econômicos persistentes e a incerteza fiscal podem dificultar esse objetivo. Com a desaprovação em ascensão, Lula enfrenta um segundo ano de mandato potencialmente mais complicado, especialmente à medida que as eleições municipais de 2024 se aproximam. A pesquisa PoderData indica que a lua de mel de Lula com os eleitores está entrando em uma fase desafiadora.