Política

Mar de lama na campanha eleitoral cearense

Mar de lama na campanha eleitoral cearense

Nesta sexta-feira (23/09), circula no WhatApp vídeo em que um candidato a deputado estadual manteria relações sexuais com suposta amante. O conteúdo, de origem duvidosa, apresenta indícios de manipulação de imagens de vídeo, uma possível “deepfake”.

O que é deepfake?

Deepfake é uma técnica que usa aprendizagem profunda (conceito ligado à inteligência artificial) para manipular expressões faciais ou declarações de uma pessoa em fotos e vídeos.

Em boa parte dos casos, essa manipulação é tão bem feita que fica difícil identificar. Isso é perigoso. Se por um lado é divertido imaginar a Mona Lisa (da pintura de Leonardo da Vinci) falando em um vídeo por meio da técnica, por outro, deepfakes podem ser usados para espalhar fake news nas redes sociais, entre outros problemas.

No vídeo abaixo, produzido pelo jornalista Bruno Sartori, podemos ver o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva falando sobre paçoca, o detalhe importante é que Lula nunca gravou este vídeo nem proferiu nenhuma palavra neste sentido. Tudo não passa de uma farsa de computador.

 

O procedimento não é novo. Em 2018, conteúdo semelhante envolveu o então candidato a governador de São Paulo, João Doria (PSDB), que foi eleito.

A sociedade cearense deve estar atenta à veracidade dos conteúdos que recebe na reta final destas eleições.