Notícias

Terror no Campus do Itaperi: Funcionário da UECE Brutalmente Assassinado a Golpes de Foice

Terror no Campus do Itaperi: Funcionário da UECE Brutalmente Assassinado a Golpes de Foice

Após a trágica morte de um funcionário dos serviços gerais da Universidade Estadual do Ceará (Uece), ocorrida no Campus do Itaperi em Fortaleza, a instituição está intensificando suas medidas de segurança diante da crescente preocupação com a violência no estado.

Na última quarta-feira, 21/02, um zelador da Uece foi encontrado sem vida dentro da lagoa situada no campus, vítima de golpes de foice desferidos por um colega de trabalho, que alegou ter sido ameaçado durante uma discussão enquanto pescavam juntos. Esse incidente ecoa o trágico episódio de setembro do ano anterior, quando uma criança de 9 anos foi encontrada morta no mesmo local, em circunstâncias também sombrias e preocupantes, especialmente porque naquela ocasião as câmeras de segurança do campus estavam inoperantes.

Diante desses eventos perturbadores, o vice-reitor da Uece, Dácio Teixeira, declarou um compromisso renovado com a segurança, anunciando medidas como o aumento das rondas, a utilização de segurança motorizada e a expansão do sistema de monitoramento por câmeras. Além disso, a universidade implementou um aplicativo que permite que alunos e funcionários acionem um botão de emergência em situações de perigo, uma iniciativa tomada no final do ano anterior para reforçar a segurança no campus.

No entanto, apesar dessas medidas, há um senso de inquietação palpável entre os membros da comunidade universitária. Rômulo Cavalcante, estudante de geografia, expressou sua preocupação, afirmando que, embora haja propostas de segurança, elas muitas vezes não são eficazes na prática.