Notícias

MST receberá 800 milhões do Governo do Ceará em 2024

MST receberá 800 milhões do Governo do Ceará em 2024

Em um anúncio surpreendente durante o 34º Encontro do Movimento Sem Terra no Ceará, o governador Elmano de Freitas (PT) revelou um investimento expressivo de R$ 800 milhões destinados ao Movimento Sem Terra (MST) em 2024.

Com o objetivo de fortalecer a organização e melhorar as condições de vida das famílias assentadas, o aporte financeiro marca um compromisso significativo do governo estadual com a causa.

Em meio às expectativas para o próximo ano, Elmano de Freitas destacou os desafios climáticos que se apresentam, com previsões de um ano com baixos índices de chuva. Durante seu discurso, o governador ressaltou a importância de preparar-se para enfrentar a escassez hídrica e a necessidade de conviver de forma resiliente com os impactos da seca.

O governador anunciou dois programas inovadores que serão lançados em 2024. O primeiro, intitulado "Sertão Vivo", receberá um investimento de R$ 252 milhões e tem como foco a redução dos impactos da seca, o fortalecimento da agricultura familiar e o combate à fome. Já o programa "Paulo Freire" visa reduzir a pobreza e elevar o padrão de vida dos agricultores familiares em 31 municípios cearenses.

Além dos programas, Elmano de Freitas incentivou fortemente o lançamento de candidaturas vinculadas ao Movimento Sem Terra nas eleições de 2024. Para o governador, essa participação é crucial para confrontar a extrema direita e defender os projetos tanto do governo estadual quanto do presidente Lula (PT).

"Queremos enfrentar a direita, que almeja a destruição do PT, do MST. Mas antes que eles acabem conosco, nós vamos acabar com eles, com a derrota política", afirmou o governador petista, ressaltando a importância da mobilização política para a proteção dos interesses do movimento e do partido.