Economia

Fecomércio-CE: Confiança do Consumidor em Fortaleza Registra Melhora em 2024

 Fecomércio-CE: Confiança do Consumidor em Fortaleza Registra Melhora em 2024

Uma recente pesquisa conduzida pela Fecomércio-CE, através do Instituto de Pesquisa e Desenvolvimento do Ceará (IPDC), revelou que os consumidores de Fortaleza estão iniciando o ano de 2024 com um notável aumento na confiança. O Índice de Confiança do Consumidor (ICC) na capital cearense atingiu a marca de 121,7 pontos em janeiro, representando um crescimento de 0,7% em comparação com o mês anterior, que registrou 120,8 pontos em dezembro. Esse aumento na confiança do consumidor tem refletido positivamente na economia local, influenciando o aumento da intenção de compra mensal.

Melhoria do Índice de Confiança do Consumidor

A elevação do ICC em Fortaleza resultou das variações dos seus dois componentes principais. O Índice de Situação Presente (ISP) registrou uma pequena queda de 1,5%, passando de 115,2 pontos em dezembro para 113,5 pontos em janeiro. Em contrapartida, o Índice de Expectativas Futuras (IEF) apresentou um aumento significativo de 2,1%, passando de 124,5 pontos no último mês para 127,2 pontos em janeiro. Mais de metade dos consumidores (54,9%) avaliou janeiro como um momento propício para aquisição de bens duráveis.

Perfil dos Consumidores e Expectativas

O estudo revela que o perfil dos consumidores mais propensos a realizar compras destaca-se pelo predomínio do grupo masculino, com 59,2% de respostas afirmativas, especialmente entre os jovens de 18 a 24 anos (63,5%) e aqueles com renda familiar mensal entre cinco e dez salários-mínimos (68,2%). A pesquisa também aponta que 73,5% dos consumidores em Fortaleza consideram que sua situação financeira atual está melhor ou muito melhor do que há um ano.

As expectativas para o futuro são otimistas, com 84,4% dos entrevistados acreditando que sua situação financeira futura será melhor ou muito melhor do que a atual. Além disso, 66,5% dos consumidores entrevistados têm confiança em uma melhoria no cenário econômico nacional nos próximos 12 meses, indicando um otimismo generalizado na economia brasileira.

Taxa de Intenção de Compra e Itens Mais Procurados

A taxa de intenção de compra apresentou um aumento de 1,5 ponto percentual em janeiro, passando de 48,2% em dezembro para 49,7% na medição atual. Esse índice reflete um crescimento expressivo de 17,6 pontos percentuais em relação a janeiro de 2023, quando estava registrado em 32,1%. A intenção de compra é mais evidente entre consumidores do sexo masculino (52,3%), na faixa etária de 25 a 34 anos (62,9%) e com renda familiar mensal entre cinco e dez salários-mínimos (64,8%).

O valor médio das compras é calculado em R$ 597,09, e os itens mais procurados incluem artigos de vestuário, citados por 40,0% dos entrevistados, seguidos por calçados (28,2%), televisores (18,5%), geladeiras e refrigeradores (14,9%), móveis e artigos de decoração (13,3%), aparelhos de telefonia celular e smartphones (10,0%), fogões (9,4%) e máquinas de lavar roupas (8,7%). Este cenário promissor sugere um impulso significativo para o comércio local e uma perspectiva otimista para o desenvolvimento econômico em Fortaleza ao longo do ano de 2024. (Com Ascom Sesc)