Justiça anula eleição para presidente do Ceará e destitui Robinson de Castro, que pode assumir interinamente ou Evandro Leitão acumular a função

Justiça anula eleição para presidente do Ceará e destitui Robinson de Castro, que pode assumir interinamente ou Evandro Leitão acumular a função

Em meio ao caos pela eliminação no Campeonato Cearense, uma verdadeira reviravolta acontece no Ceará relacionada às eleições para presidente do clube, ocorrida no final do ano passado, em que a chapa do atual presidente, Robinson de Castro, foi eleita.

Em decisão divulgada nesta terça-feira, 01, o Desembargador Raimundo Nonato Silva Santos, da 4ª Câmara Direito Privado do Tribunal de Justiça do Estado do Ceará, sentenciou:

“Ante o exposto, conhece-se do Recurso de Agravo de Instrumento para dar-lhe provimento no sentido de deferir a tutela antecipada requerida pela parte autora para reconhecer a nulidade da candidatura da CHAPA 01 – FECHADO COM O VOZÃO e, por consequência, anular o pleito eleitoral, realizado em dia 15 de dezembro de 2021, para escolha dos novos membros da Diretoria Executiva do Ceará Sporting Club para o triênio de 2022/2024”.

 

Confira abaixo o acórdão do Magistrado.

(Clique aqui para visualizar)

 

O Blog apurou que representantes do Presidente Robinson de Castro argumentam que ele pode exercer a função como interino. Entendimento do departamento jurídico do clube também defende essa tese, que o atual mandatário siga como presidente até a decisão final.

Por outro lado, há uma ala de descontentes, bem mais conservadora, que acreditam que o atual presidente do Conselho Deliberativo do Ceará, Evandro Leitão, assuma de forma interina.

A decisão é provisória e cabe recurso. Departamento jurídico do Ceará deve se pronunciar através de uma nota ainda nesta terça-feira.

Image