Clube da Série A pode ser ‘novo rico brasileiro’ após fechar com bilionário como clube-empresa

Clube da Série A pode ser ‘novo rico brasileiro’ após fechar com bilionário como clube-empresa

Com a lei do clube empresa bem próxima de ser viabilizada no Brasil podemos ter uma nova era de investimentos no Brasil. De acordo com informações do portal “Metrópoles”, o América-MG tem tudo para sair na frente. O Coelho teria acerto um acordo o bilionário Joseph Dagrosa para criação de um fundo de investimento que vai assumir o clube nos próximos anos.

Os investimentos seria feitos pelo grupo Kapital Football. O norte-americano já comprou o Bourdeaux, clube francês, em 2018, e presidiu a equipe até o fim de 2019. Logo após tentou comprar o Southampton, da Inglaterra, mas não houve acerto.

Além do América-MG, há um clube de Portugal e um da Bélgica no radar do bilionário. Em entrevista à Rádio Super Notícia 91,7FM, o presidente do América-MG, Alencar da Silveira Júnior, já afirmado que o clube mineiro estava perto de acertar com investimento.

“Temos sim pré-assinada uma carta de intenções, nós vamos trazer um grande investidor para o futebol mineiro, para o América. Tenho certeza que nos próximos 60 dias vamos estar com isso praticamente fechado. Fazer futebol sem recurso é muito difícil e o América até hoje conseguiu, mas daqui pra frente vamos ter que gastar um pouquinho mais”, disse.

De acordo com o portal, o América-MG deseja a transformação do clube em empresa até janeiro de 2022. Essa possibilidade acontece devido a provação da Lei do Clube-Empresa, sancionada recentemente.

Image